Receba no seu e-mail todas as novidades. Subscreva a newsletter:

Insira o seu email.Insira um email válido.


NOTÍCIAS

2017-03-21
Limitação à dedução de encargos financeiros

A Lei de Orçamento do Estado para 2013 determina a substituição da atual regra de subcapitalização prevista no Código do IRC por um limite geral à dedução de encargos financeiros Passam a ser dedutíveis apenas os encargos financeiros líquidos (ou seja, apenas aqueles que excedam os rendimentos de igual natureza obtidos no mesmo período de tributação) que não excedam o maior dos seguintes limites: - 3 milhões de euros; - 30% do resultado antes de depreciações, gastos de financiamento líquidos e impostos (EBITDA). Como medida transitória, propõe-se que o limite relativo ao EBITDA seja elevado para: 70% em 2013, 60% em 2014, 50% em 2015, 40% em 2016 e 30% em 2017. Este limite será aplicável à dedução de todos os encargos financeiros, independentemente da existência de relações especiais entre as entidades devedora e credora, bem como da residência do credor (ou seja, deixam de estar excluídos os encargos financeiros relacionados com financiamentos obtidos junto de entidades residentes no território nacional ou na União Europeia).




www.almapoc.pt | geral@almapoc.pt | Telf.: 212 744 567
Almapoc – Contabilidade e Serviços, lda
© webdesign by criativo.net
Facebook