Receba no seu e-mail todas as novidades. Subscreva a newsletter:

Insira o seu email.Insira um email válido.


NOTÍCIAS

2017-03-21
Credito Fiscal ao investimento

Crédito fiscal de 25% para investimentos nas regiões mais pobres O novo código ao investimento prevê benefícios fiscais que podem ir até aos 25 por cento. Investimentos das StartUps podem significar não pagar IRC. As empresas que invistam até 5 milhões de euros numa das regiões mais pobres do país, caso do Alentejo, ou de algumas zonas no norte e centro, vão ter um crédito em IRC que pode ir até 25% do investimento, com a fatia que exceder estes 5 milhões a ter um benefício de 10%. Depois do supercrédito fiscal, que terminou em Dezembro e que previa um benefício fiscal em IRC de 20% para investimentos em qualquer parte do território, o Governo avança agora com um novo pacote de benefícios, incluídos no Código Fiscal do Investimento que vai dar entrada na Assembleia da República na próxima semana. O Executivo garante que as novas regras têm por objetivo incentivar o investimento e a criação de emprego, sobretudo nas regiões mais pobres. Quem invista numa região com poder de compra muito inferior à média do país tenha um benefício fiscal de 6% do valor do investimento em vez dos 5% aplicados até agora. O mesmo aumento, de 5 para 6%, é aplicável aos investimentos que contribuam para a inovação tecnológica ou para a melhoria do ambiente. Já os investimentos que criem ou pelo menos mantenham postos de trabalho vêm os benefícios fiscais aumentados de 5 para 8%. Fonte: TSF




www.almapoc.pt | geral@almapoc.pt | Telf.: 212 744 567
Almapoc – Contabilidade e Serviços, lda
© webdesign by criativo.net
Facebook